Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de Investimentos - PPI

Investidores estrangeiros voltam a acreditar no Brasil

Home > Notícias > Investidores estrangeiros voltam a acreditar no Brasil

27 de setembro de 2016

Investidores estrangeiros voltam a acreditar no Brasil

Com o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e medidas que vão reorganizar a economia, investidores mudam a forma como têm avaliado o País

O chefe global de mercados emergentes da BlackRock, Will Landers, avaliou que o Brasil tem criado as condições necessárias para voltar a crescer. Ele ponderou que o programa de concessões vai abrir oportunidades importantes para investidores.

A BlackRock é uma das maiores gestoras de recursos do mundo e participou de encontro de empresários com o presidente da República, Michel Temer, em Nova York (EUA).

O presidente e a comitiva de ministros brasileiros apresentaram a investidores estrangeiros o Programa de Parcerias de Investimentos. Anunciado na semana passada, o PPI prevê um novo modelo para a concessão à iniciativa privada de portos, aeroportos, rodovias, ferrovias, usinas hidrelétricas e empresas de saneamento básico.

Lander, que participou do encontro, afirmou que há uma nova visão e avaliação dos investidores estrangeiros sobre as condições da economia brasileira e as oportunidades oferecidas pelo País.

“Com o novo governo, nós, sem dúvida, temos a oportunidade de falar de crescimento, de uma recuperação econômica”, ressaltou. Landers lembrou que o Brasil passou por um momento de crise econômica e que agora é possível acreditar em um crescimento e na possível queda da inflação e dos juros.

“Estávamos em depressão e agora estamos voltando a acreditar em um crescimento de 2% para o ano que vem e 3% ou 4% (de crescimento) para 2018”, projetou. Ele ponderou ainda que já é possível ver no cenário uma melhora do mercado de trabalho, inflação em queda e eventualmente uma queda de juros.

Landers avaliou que, agora, o Brasil pode voltar ao tripé econômico inaugurado pelo Plano Real: responsabilidade fiscal, controle da inflação e regime de câmbio flutuante. “Podemos dar a chance da economia brasileira e da classe média voltarem a crescer”, argumentou.

PPI

O diretor da gestora de recursos ainda observou que o PPI traz grandes oportunidades para investidores. “Com um governo que acredita em trabalhar com o setor privado e não forçá-lo a fazer investimentos que não fazem sentido, acho que vai dar muito certo”, afirmou.

Inicialmente, estão previstos 34 projetos de concessão, e a expectativa é que os primeiros leilões ocorram em 2017. Entre as características do programa estão o estabelecimento de taxas de retorno atrativas para os investidores e o apoio de R$ 30 bilhões de bancos públicos para financiar as concessões.

Fonte: Portal Planalto

Leia outras notícias